A Falta de Dinheiro Gerou a Piada dos Cocos

Monty-Python-and-the-Holy-Grail-KnightsO site Whatculture! fez uma lista com “10 Problemas que Acabaram se Tornando Parte dos Filmes”.

Há citações de Alien, o Oitavo Passageiro, cuja sobrevivência da personagem Ripley (Sigourney Weaver) foi resultado de restrições orçamentárias; ou de quando Indiana Jones não lutou usando seu chicote (apenas deu um tiro) porque Harrison Ford estava com disenteria na hora da gravação.

Mas também temos o bom e velho Monty Python Em Busca do Cálice Sagrado!

COCOS
A piada mais emblemática do filme foi o uso dos cocos para simular cascos de cavalos. Deveras pythonesco!

Você pode pensar que eles vieram com essa piada bem antes de começarem a filmar. Mas você está errado! A piada foi resultado de pouco dinheiro, mesmo. Eles chegaram ao ponto de não poder alugar cavalos, veja só!

Assim, os caras do Monty Python tiveram a sensacional ideia de usar os cocos, e assim começaram a surgir piadas (“Cocos migram?”) atrás de piadas (“Qual é a velocidade de uma andorinha carregando um coco?”)

E o resto, como dizem, é história.

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 38 anos na cara. Às vezes grava o podcast Pythoneando, e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor do livro "A História (quase) Definitiva de Monty Python"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *