Como Estão os Atores de Fawlty Towers, de John Cleese?

Quando John Cleese e sua então esposa Connie Booth escreveram Fawlty Towers, eles não tinham ideia do sucesso que o anti-herói seria. Isso, porque a primeira reação foi de que a série seria um fracasso.

Quando os executivos da BBC leram os roteiros, acharam que as piadas não eram engraçadas, os personagens eram estereotipados e o hotel era muito chato.

“Eu não posso ver essa série como sendo outra coisa senão um desastre”, escreveu um executivo.

Veja Mais em: Fawlty Towers, de John Cleese e Connie Booth

Quando o primeiro episódio foi ao ar em 19 de setembro de 1975, a audiência foi morna, com índices chegando a 2,5 milhões. No entanto, ele foi reprisado em janeiro do ano seguinte, e o público cresceu para 7 milhões.

A série teve apenas duas temporadas, com seis episódios cada, e aqui, revelarei o que aconteceu com o elenco após o fim do programa (com dados do jornal Mail online).

ATORES
John Cleese. O rosto mais reconhecido no programa. Interpretou o dono do hotel, Basil Fawlty. Sem comentários.

Para saber mais sobre John, acesse este site maravilhoso: www.andartolo.com

Connie Booth. Além de co-escrever a série, interpretou a funcionária do hotel, Polly.

Apesar de seu divórcio com John Cleese, ela afirma que eles ainda são amigos íntimos.

Ela também passou a desfrutar de uma carreira de sucesso na tevê, em séries como “The Tomorrow People”, Faith” e “The Buccaneers”.

Veja Mais em: A BBC Quase Se Recusou A Produzir Fawlty Towers

Prunella Scales. Interpretou Sybil, a esposa de Basil Fawlty. Seguiu a carreira de atriz até o ano passado, com a série Sub Rosa.

No entanto, a atriz de 83 anos está lutando contra o avanço do Mal de Alzheimer.

Andrew Sachs. O engraçadíssimo mordomo do hotel, Manuel.

Com o fim de “Fawlty Towers”, Andrew continuou na televisão, e interpretou Ramsay Clegg em Coronation Street.

Andrew ficou mais reconhecido, no entanto, depois dos comediantes Russel Brand e Johnathon Ross terem deixado mensagens eróticas em sua secretária eletrônica.

A dupla fez insultos à sua neta, Georgina, com quem Brand teve um relacionamento, e até mesmo piadas sobre ciclo menstrual dela.

As piadas foram ao ar no programa de rádio “Brand’s Show”, e provocou 42 mil reclamações, sendo notícia nos principais tablóides ingleses e chegando a devastar a família Sachs.

ATUALIZADO

Em 2002, Andrew Sachs foi diagnosticado com demência vascular, que o deixou incapaz de falar e o forçou a usar uma cadeira de rodas.

Ele morreu no dia 23 de novembro de 2016, na casa de repouso Denville Hall, em Londres.

No dia 2 de dezembro do mesmo ano, a emissora BBC 1 transmitiu o episódio “Problemas de Comunicação”, da série Fawlty Towers, em sua memória.

Na ocasião, John Cleese conduziu os tributos a Sachs, descrevendo-o como um “homem doce, doce”.

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 38 anos na cara. Às vezes grava o podcast Pythoneando, e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor do livro "A História (quase) Definitiva de Monty Python"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *