Michael Palin, do Maníaco à Calma Inabalável

palin_2270886cMichael Edward Palin nasceu em Sheffield, South Yorkshire, Inglaterra, em 5 de Maio de 1943.

Quando tinha 5 anos, teve a sua primeira experiência como ator. O seu primeiro papel foi o de Martha Cratchit na peça “A Christmas Carol (Um Conto de Natal)”, organizada pela sua escola.

Aos 10 anos, o seu interesse pela representação aumentou. Assim, Palin escreveu um monólogo cômico e recitou uma peça de Shakespeare, onde fez todos os personagens, que apresentou à sua mãe.

Depois dos seus dias de escola, Michael seguiu para a Brasenose College, em Oxford em 1962, onde cursou História Moderna.

Em 1966, casou-se com Helen Gibbins, que conheceu em 1959 quando estava de férias em Southwold, Suffolk. O casal tem três filhos e um neto.

Quando ainda era bebê, o seu filho do meio, William, apareceu no filme Monty Python Em Busca do Cálice Sagrado como o “Sir Que Não Aparece Neste Filme”.

Palin e Helen Gibbins, em 1966

MONTY PYTHON
Na série Flying Circus, Palin representou vários papéis que foram do entusiasmo maníaco (tal como o lenhador em “The Lumberjck Song”) à calma inabalável (como o vendedor em “Dead Parrot” ou o proprietário da loja de queijos).

A variedade de personagens de Palin também apresentava homens honestos que não conseguiam se sobrepor à autoridade de personagens representadas na sua maioria por John Cleese.

images (4)Palin escrevia com Terry Jones. Os seus esquetes incluem “The Lumberjack Song (A Canção do Lenhador)” e Spam, e passam do lógico à irracionalidade extrema.

Michael escreveu sozinho o esquete da Inquisição Espanhola, em que criou a expressão “Ninguém espera a Inquisição Espanhola (Nobody expects the Spanish Inquisition)”.

O DEPOIS
Palin fez mil e uma coisas após o fim do Flying Circus. Viajou, escreveu e contracenou. Veio até para o Brasil!

Em 2013, recebeu uma medalha de ouro da Royal Canadian Geographical Society’s pela sua contribuição para a alfabetização geográfica.

Palin e seus filhos Tom, William e Rachel
Palin e seus filhos Tom, William e Rachel
Michael Palin
Quem é o cara?

“Mike é o mais engraçado. Ele faz as coisas com muita ingenuidade, muita inocência. Ele é apenas incrivelmente engraçado”. (Terry Gilliam)

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 38 anos na cara. Às vezes grava o podcast Pythoneando, e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor do livro "A História (quase) Definitiva de Monty Python"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *