Flying Circus: Você Não é Mais Engraçado

No dia 30 de novembro de 1969, foi ao ar o episódio 7 da primeira temporada da série Monty Python’s Flying Circus.

Chamado de “Você Não é Mais Engraçado (You’re No Fun Anymore)”, o episódio insiste nessa piada.

Veja Mais Em: Criança Pode Assistir Monty Python com os Pais?

O episódio tem início com um repórter (John Cleese) fazendo uma reportagem com um especialista em localizar camelos (Eric Idle).

Ele está localizando camelos para inclui-los em seu livro de camelos.

CAMELOS

A questão é que o localizador de camelos está há três anos localizando camelos, mas não localizou nenhum até agora.

JOHN CLEESE: “Como você sabe a diferença entre um camelo e um dromedário?
ERIC IDLE: “Um dromedário tem uma corcova. Um camelo tem um carrinho de refrescos, buffet e um bilheteiro”
JOHN CLEESE: “Você não é, na verdade, um localizador de trens?”
ERIC IDLE: “Ah, você não é mais engraçado”

Essa frase é usada mais três vezes.

MAIS ENGRAÇADO

O esquete segue para uma empresa, em que o contador (Michael Palin), vai explicar para os presentes na reunião o fechamento monetário. Na reunião estão presentes o presidente da empresa, alguns funcionários e um clérigo (Terry Jones).

No fim, ele é demitido pelo presidente da empresa (Graham Chapman). Então, ele fala “Não há lugar para sentimento no mundo dos grandes negócios!”

Então, o clérigo diz: “Você não é mais engraçado!”, e todos começam a acusá-lo.

O clérigo diz que não foi ele quem disse, e todos ficam chocados.

Na próxima cena, o clérigo aparece amarrado em um trilho de trem.

monty python clérigo bispo mais engraçado

MONTY PYTHON

Segundo o livro Monty Python’s Flying Circus – Complete and Annotated, “Como sempre em Monty Python, o clero vem abaixo de todos – até mesmo de contadores e CEOs – em qualquer pirâmide moral”

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 38 anos na cara. Às vezes grava o podcast Pythoneando, e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor do livro "A História (quase) Definitiva de Monty Python"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *