The Ant, an Introduction

(A Formiga, Uma Introdução). Foi ao ar no dia 14 de dezembro de 1969.

 

Homicidal Barber (O Barbeiro Homicida)

lumberjack-song-01The Lumberjack Song (A Canção do Lenhador). Segundo Palin, esse esquete foi criado em 15 minutos, concluindo o dia de trabalho. Ele surgiu porque eles não conseguiam achar um final para o esquete “Homicidal Barber (O Barbeiro Homicida)”. A música foi escrita por Palin, Jones e Fred Tomlinson.

O lenhador foi interpretado por Michael Palin na versão da tevê e no “Not The Messiah (He’s A Very Naughty Boy)” e por Eric Idle nas versões ao vivo. A piada serve para expressar a insatisfação com o emprego atual, quando o insatisfeito anuncia:

“Eu nunca quis ser (determinado profissional). Eu quero ser… um lenhador”

Ele passa a falar sobre a vida de um lenhador (“Pulando de árvore em árvore”), e enumera várias delas (abeto, lariço, pinheiro silvestre e outros que, na verdade, não existem). Ele rasga a roupa e revela uma camisa de flanela vermelha, coloca o seu chapéu e caminha até o cenário de uma floresta, quando começa a cantar sobre as maravilhas de ser um lenhador.

No original para o Flying Circus, a garota do lenhador é interpretada por Connie Booth (então esposa de Cleese). Já nas versões ao vivo, é interpretada por Carol Cleveland. Na versão do filme E Agora Para Algo Completamente Diferente, esse esquete surge depois do “Dead Parrot (Papagaio Morto)”, com o personagem de Palin reclamando da vida de vendedor de animais de estimação.

Na música, o lenhador narra suas tarefas diárias e de sua vida pessoal, e os policiais canadenses (interpretados pelos Pythons e pelos cantores da banda de Fred Tomlinson) o seguem com o refrão. No entanto, a música passa a revelar a tendência travesti do lenhador (“eu corto árvores, eu pulo e salto, eu gosto de pisar em flores silvestres. Eu visto roupa de mulheres e ando pelos bares”).

A gota d’água é quando ele menciona que usa “salto alto, suspensórios e sutiã”. Os policiais canadenses param de cantar e saem, indignados. Chocada com a revelação do lenhador, a menina grita:

“Oh, Bevis! E eu pensei que você era tão másculo!”

lumberjack-song-02Uma diferença notável é que, na versão original, o lenhador deseja ser uma garota “assim como a minha querida mamãe”. Nas apresentações que viriam depois, a palavra “mamãe” foi substituída por “papai”, o que implica que o lenhador herdou sua tendência para travesti de seu pai .

No final da versão do Flying Circus, uma carta escrita por um espectador furioso (voz de John Cleese) é mostrada para reclamar sobre a imagem dos lenhadores no esquete. A carta diz:

“Caro senhor, eu gostaria de reclamar nos termos mais fortes possíveis sobre a música que você acabou de transmitir sobre o lenhador que usa roupas de mulheres. Muitos dos meus melhores amigos são lenhadores, e apenas alguns deles são travestis”

Na versão alemã de “Lumberjack Song”, para o especial Fliegender Zirkus, a polícia montada canadense foi substituída por um grupo de guardas da fronteira austríaca. Em vez de seu papai, a versão alemã credita ao “Tio Walter” a inspiração em ser travesti. Essa mudança foi feita simplesmente por causa de uma rima com “Büstenhalter (sutiã em alemão)”.

Uma versão dessa música foi feita em Portugal para uma campanha do Banco “Millennium”. A letra foi ligeiramente alterada, pois o banco estava fazendo uma oferta envolvendo plantio de árvores.

Em 2004, uma versão em espanhol foi criada para uma apresentação dos grupos teatrais Yllana e Imprebis. Sua versão de “The Lumberjack Song” foi adaptada para um público espanhol, no qual a cantora confessa que sempre quis ser um lenhador e se juntar à Guarda Civil, a polícia espanhola. Um coro de agentes da Guarda Civil uniformizados substituíram a Polícia Montada canadense.

lumberjack-song-03Em 1975, enquanto estavam encenando Monty Python em Nova York, o ex-beatle George Harrison se juntou a eles no palco, vestido como um guarda da Polícia Montada canadense.

Em novembro de 2002, essa canção foi executada no “The Concert for George”, no primeiro aniversário da morte de George Harrison. No esquete participaram Michael Palin, Carol Cleveland, Eric Idle, Terry Jones, Terry Gilliam, Neil Innes e o ator Tom Hanks. No final, todos se viraram para a imagem de George Harrison projetada no fundo do palco e a saudaram.

A música é semelhante à “Là ci darem la mano”, da ópera Don Giovanni, de Mozart.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *