John Cleese Quase Virou Senador

Há cerca de 20 anos, John Cleese teve a chance de adicionar um sonoro “Sir” ao seu nome, e virar o primeiro membro do Monty Python com essa honraria.

E o que ele fez? Ele se negou.

Na verdade, ele pensou seriamente em aceitar. Não porque ele queria a pompa e circunstância, mas porque aceitar o título iria irritar os outros pythons.

Em uma entrevista para o programa Late Show, ele explicou:

“Ter um título desses bateria de frente com o humor contracultural do Monty Python, então eles iriam ficar muito zangados”, disse.

LORDE

A oferta de um título voltou no final dos anos 1990, quando Cleese conquistou alguns amigos influentes na política britânica.

“Eu gostava muito do líder liberal-democrata, Paddy Ashdown. E, quando ele renunciou como líder, ele me mandou para a Câmara dos Lordes [o equivalente britânico ao Senado], e percebi que me perguntavam se eu queria ser Lorde Cleese”.

Nota da redação: Lá no Reino Unido, um lorde é o equivalente a um senador no Brasil

Mas havia um problema, que ele explicou:

“Ashdown me contou que a única coisa é que eu teria que votar o tempo todo na Câmara dos Lordes. Então perguntei ‘Isso quer dizer que eu terei que estar na Inglaterra no inverno?’ Ele confirmou”

Então Cleese desistiu.

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 38 anos na cara. Às vezes grava o podcast Pythoneando, e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor do livro "A História (quase) Definitiva de Monty Python"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *