Produtor Tenta Impedir Cannes de Estrear Filme de Terry Gilliam

Gilliam e Jonathan Pryce, o Dom Quixote

[ATUALIZADO em 9/05/18 às 11:53]

Na segunda-feira, a organização do Festival de Cannes fez uma denúncia envolvendo Terry Gilliam e o produtor Paulo Branco.

De acordo com o comunicado oficial, existe uma tentativa de impedir a estreia mundial de O Homem Que Matou Dom Quixote, o mais recente filme de Gilliam.

O filme está marcado para  fechar o principal festival de cinema do mundo, mas o ex-produtor português Paulo Branco entrou em vias legais para impedir a exibição.

Ele alega que a sua produtora, Alfama Filmes, detém os direitos do filme.

CANNES

Os organizadores do festival apoiam Terry Gilliam, apesar de respeitarem a decisão judicial, que vai sair no dia 7 de maio (um dia antes do início do festival)

“Estamos do lado dos cineastas e, em particular, do lado de Terry Gilliam”, disse o comunicado. “Nós sabemos o quão importante é este projeto, que passou por tantas provações e tribulações”.

Paulo Branco insiste em dizer que detém os direitos do filme, mas Gilliam argumenta que o produtor português perdeu sua participação quando não conseguiu arrecadar dinheiro suficiente para o filme em 2016.

ATUALIZAÇÃO

No dia 9 de maio, a corte francesa decidiu em favor de Terry Gilliam, e o filme vai ter a sua esperada estreia no Festival de Cannes 2018.

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 38 anos na cara. Às vezes grava o podcast Pythoneando, e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor do livro "A História (quase) Definitiva de Monty Python"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *