Monty Python e uma Usina Termelétrica como Cenário

O site do jornal inglês The Guardian fez uma matéria sobre a Usina Termelétrica de Battersea e seu uso como cenário de filmes e séries.

Essa usina fica na margem sul do Rio Tâmisa, no distrito londrino de Battersea.

Mas o que essa usina tem a ver com Monty Python?

Acontece que a matéria cita filmes como Batman – O Cavaleiro das Trevas, Superman III, Help!, Rock ‘n Rolla e 1984, entre outros.

Mas o ápice da matéria é o filme “O Sentido da Vida”, de 1983, numa de suas cenas mais polêmicas.

No capítulo “Morte”, do filme, o personagem de Graham Chapman aparece correndo de um turbilhão de mulheres semi-nuas atrás dele.

O narrador, então, explica que a ele foi dado a chance de escolher como gostaria de morrer.

De repente, as mulheres o alcançam, e ele se joga de cima de um penhasco. O leitor de sua sentença, interpretado por Michael Palin, diz que ele foi sentenciado a morrer em uma cena cheia de piadas sexistas.

A cena em questão, usa a usina como cenário externo:

Ah, a sequência completamente estranha “Encontre o Peixe” foi filmada dentro da usina, mais precisamente numa sala de controle desativada:

Outro filme pythonesco em que a usina foi usada como cenário, não é pythonesco propriamente dito.

Na verdade, “O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus” foi dirigido por Terry Gilliam, e tem muitas cenas filmadas dentro da usina:

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 38 anos na cara. Às vezes grava o podcast Pythoneando, e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor do livro "A História (quase) Definitiva de Monty Python"

2 thoughts on “Monty Python e uma Usina Termelétrica como Cenário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *