O Filme que Graham Chapman fez no Lugar de Keith Moon

Em 1978, o Monty Python deu início à pré-produção do filme A Vida de Brian, que estreou em 1979.

Nessa época, a banda The Who estava no país, e o então baterista, Keith Moon (amigo de Graham Chapman), começou a andar com eles, até que foi convidado para fazer uma participação como um dos profetas.

Veja Mais Em: Conhece Humor Sueco? Tem Algo de Monty Python

Mas, além de A Vida de Brian, Keith também tinha sido convidado para estrelar a comédia The Odd Job, com David Jason.

Só que o processo de abstinência alcoólica pela qual estava passando fez com que o diretor Peter Medak escolhesse Chapman para o papel (este sim, já tinha se curado do alcoolismo).

FILME

The Odd Job, que nem chegou a ter um lançamento decente, conta a história de Arthur Harris (Chapman), que foi abandonado por sua esposa.

Ele fica tão deprimido que contrata um homem para matá-lo (o tal “Odd Job” do título, interpretado por Jason).

A confusão começa quando sua esposa volta, e ele não consegue cancelar o contrato com o matador.

ELENCO

Graham Chapman – Arthur Harris
David Jason – The Odd Job Man
Diana Quick – Fiona Harris
Simon Williams – Tony Sloane
Edward Hardwicke – Inspector Black

ARTHUR

Uma curiosidade interessante, é que essa foi a segunda vez que Chapman interpretou um personagem chamado Arthur. A primeira foi no filme Monty Python Em Busca do Cálice Sagrado.

E o nome do meio de Graham é Arthur.

graham chapman odd job david jones

KEITH MOON

E Keith Moon?

Terry Jones contou que a última vez em que viu o baterista do The Who, ele veio correndo em sua direção, o abraçou e disse:

“Não vejo a hora de fazer Brian! Já decorei minha fala!”

Na manhã seguinte, Keith Moon estava morto.

O papel que ele faria é o do profeta que cai dentro de um barril, empurrado por Brian. Ele acabou sendo interpretado por Michael Palin.

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 38 anos na cara. Às vezes grava o podcast Pythoneando, e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor do livro "A História (quase) Definitiva de Monty Python"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *