Os Cavaleiros da Távola Redonda

02A letra da música “Knights of the Round Table (Cavaleiros da Távola Redonda)” foi escrita por Graham Chapman e John Cleese, com música de Neil Innes. Cantada pelos bobos cavaleiros de Camelot, a canção descreve seus hobbies, como representar Clark Gable, assistir ópera e colocar lantejoulas em coletes, entre outros.

Após Rei Arthur e seus cavaleiros “cavalgarem” bastante, avistam ao longe o castelo de Camelot. Quando seguem em sua direção, vemos uma música espetacular e um número de dança em que vários cavaleiros (interpretados por todos os Pythons e alguns moradores locais) cantam sobre suas vidas fantásticas.

O número inclui cavaleiros alegres dançando nas mesas, chutando frutas, batendo na cabeça das pessoas, um prisioneiro na masmorra tentando acompanhar a música batendo palmas, e pisando em um gato (o abuso de gatos é um tema recorrente no filme). Depois que a música termina, Arthur afirma: “Pensando bem, melhor não ir à Camelot. É um lugar muito bobo”.

grail09

A sequência foi filmada em apenas um dia, no Castelo de Doune.

Knights of the Round Table

We’re knights of the round table
We dance whenever we’re able
We do routines and chorus scenes
With footwork impeccable

We dine well here in Camelot
We eat ham and jam and spam a lot

We’re knights of the round table
Our shows are formidable
But many times we’re given rhymes
That are quite unsingable

We’re opera mad in Camelot
We sing from the diaphragm a lot

War we’re tough and able, quite indefatigable
Between our quests we sequin vests
And impersonate Clark Gable
It’s a busy life in Camelot

I have to push the pram a lot

Versão Lego:

Versão Jornada nas Estrelas:

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 38 anos na cara. Às vezes grava o podcast Pythoneando, e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor do livro "A História (quase) Definitiva de Monty Python"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *