Patsy, O Servo do Rei Arthur Interpretado Por Terry Gilliam

Patsy, servo do rei Arthur

No filme Monty Python Em Busca do Cálice Sagrado, o personagem Patsy é o servo do Rei Arthur.

Interpretado por Terry Gilliam, ele só tem algumas tarefas simples ao longo de todo o filme.

Veja Mais Em: As Três (não) Mortes do Monty Python

Uma de suas tarefas é usar duas metades de um coco para simular os cascos do cavalo inexistente do rei.

SERVO

Ele não é de muitas palavras, mas tem uma fala no filme: “É só uma maquete”, quando os Cavaleiros da Távola Redonda avistam Camelot.

Seu destino é desconhecido no filme, uma vez em que ele desaparece depois que eles encontram Tim, o Mago, e não é visto novamente.

01

MUSICAL

No musical Spamalot, Patsy tem um papel maior com muito mais falas e duas músicas.

Uma delas é “Always Look On The Bright Side Of Life”. A outra é “I’m All Alone”.

Na produção original da Broadway, ele foi interpretado por Michael McGrath, indicado ao Tony Award 2005 de Melhor Ator em Destaque em um Musical.

No musical, Patsy, o servo do rei Arthur é meio judeu.

Ele não mencionou isso porque “não é exatamente o tipo de coisa que você diria para um cristão fortemente armado”.

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 38 anos na cara. Às vezes grava o podcast Pythoneando, e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor do livro "A História (quase) Definitiva de Monty Python"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *