Qual é a Origem do Esquete “Four Yorkshiremen” do Monty Python?

Terry Jones e a origem do esquete The Four YorkshiremenJá me perguntaram qual é a origem do esquete “The Four Yorkshiremen”, encenado nas apresentações ao vivo.

Eu pesquisei e encontrei uma possível origem.

Veja Mais Em: Jornal Lista os 10 Melhores Esquetes do Monty Python

Mas, antes, vou contextualizar o leitor.

ESQUETE

The Four Yorkshiremen foi originalmente escrito para o programa At Last the 1948 Show, de 1967 (com John Cleese e Graham Chapman no elenco).

Ele foi reaproveitado em várias apresentações, mas a mais famosa é a do especial Monty Python Ao Vivo no Hollywood Bowl, de 1982.

Nele, quatro senhores endinheirados (Michael Palin, Eric Idle, Graham Chapman e Terry Jones) discutem suas origens com histórias cada vez mais exageradas e absurdas.

MILIONÁRIOS

No site Quora, um fã do grupo perguntou o que esse esquete significa, e obteve algumas respostas.

A resposta mais interessante veio do usuário Jason Whyte. Ele disse que esse esquete é sobre o arquétipo daquelas pessoas que querem ser melhores que as outras, mas que são um pé no saco.

São pessoas tentando superar umas às outras em dimensões cada vez mais tolas e hiperbólicas

É claro que existiram esquetes semelhantes, e sempre vão existir. Mas ninguém fez isso tão bem como o texto de Cleese e Chapman.

No vídeo, Rowan Atkinston (o Mr. Bean) participa do especial The Secret Policeman’s Ball, de 1979.

ORIGEM

Por fim, a minha pesquisa leva ao texto do autor britânico Stephen Leacock (1869-1944) que, possivelmente, tenha servido como inspiração para a criação do esquete.

O conto chama-se Self-made Men, e trata de um diálogo entre os personagens Jones e Robinson, dois negociantes de sucesso que passam a relembrar como cada um começou quando chegou em Nova Iorque.

O texto pode ser lido aqui (em inglês): http://www.online-literature.com/stephen-leacock/literary-lapses/34/

Nota da redação: Todos os pythons encenaram esse esquete, mas Michael Palin é o único membro original de Yorkshire.

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 38 anos na cara. Às vezes grava o podcast Pythoneando, e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor do livro "A História (quase) Definitiva de Monty Python"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *