RESENHA: “The Truth”, de Michael Palin

the-truth-michael-palinO jornal The Guardian publicou uma resenha do livro “The Truth (A Verdade)”, escrito por Michael Palin.

“The Truth” é mais uma tentativa de arar um campo ficcional cujo solo desde há muito tem sido varrido. Com paixão e talento, Palin detalha a missão de um jornalista para descobrir a verdade sobre uma ativista ambiental recluso.

Keith Mabbut, o protagonista de Palin, não é um ideal de intelectual. O jornalista ambiental vive com alguns problemas existenciais: Sua esposa o deixou por um homem mais velho e mais rico. E seus dois filhos ficam cada vez mais independente.

Dentro dessa crise aparecem o agente literário Silla e a figura ainda menos plausível do editor Ron Latham, que oferece um contrato que Keith não pode recusar: entrevistar Hamish Melville, um veterano do ecoativismo, cuja reputação é tão lendária quanto sua recusa em ser entrevistado ou aparecer na TV.

Apesar da relutância inicial, Keith aceita a proposta do editor e parte para a Índia, onde é sequestrado por guerrilheiros maoístas. É Melville que o resgata. Assim, Keith ganha lentamente a sua confiança: Melville é tão impressionante como ele esperava, mas também brincalhão e irreverente.

A prosa de Palin é um mundo onde o entusiasmo é contagiante, finos sorrisos e guinadas violentas. Keith é emocionante e alarmante ao mesmo tempo.

Como quase tudo em que Palin colocou sua mão em uma longa e distinta carreira, “The Truth” é imensamente bem-intencionado e cheio de ironia e o bom e velho humor inglês.

(com informações sobre DJ Taylor – The Guardian – 13-07-2012)

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 38 anos na cara. Às vezes grava o podcast Pythoneando, e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor do livro "A História (quase) Definitiva de Monty Python"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *