Terry Jones Escreveu Um Livro Completamente Nu

Hoje é dia de mais uma lista!

Desta vez, as 10 maiores curiosidades sobre Terry Jones, o membro do Monty Python nascido no País de Gales.

Larguem tudo o que estiverem fazendo e leiam agora mesmo!

1. Quando os pythons estavam pensando em um nome para a série que iria estrear na BBC, em 1969, Terry Jones sugeriu que se chamasse “A Horse, a Bucket and a Spoon” (como todos sabem, a série se chamou “Monty Python’s Flying Circus”).

2. Um dos maiores ídolos de Jones sempre foi Buster Keaton, que fez muito sucesso no cinema mudo. A comédia física de Keaton o influenciou durante toda a sua vida e, inclusive, em vários trabalhos do Monty Python.

3. Foi ele quem deu a ideia de abolir as punchlines do Monty Python (punchlines são aquelas frases ou palavras finais que dão sentido às piadas).

4. Só conheceu seu pai aos 4 anos, pois ele tinha ido pra guerra. “Eu me lembro de vê-lo pela primeira vez quando eu tinha quatro anos e meio. Eu só tinha visto fotos dele antes disso, porque ele estava na Índia durante a guerra, no serviço postal”.

5. Entre os pythons, ele tem o maior currículo de ações sociais, como quando apoiou a criação de uma instituição de caridade para impulsionar as artes na cidade onde nasceu, em Colwyn Bay.

6. Em uma entrevista para a revista RadioTimes, ele contou que, se fosse hoje, o filme “A Vida de Brian” não seria feito, por conta da intolerância religiosa que está cada vez maior.

7.  O filme “O Sentido da Vida” provocou reações contrárias aos pythons, e Terry Jones afirmou que foi uma das melhores coisas que já tinham feito até então.

8. É formado em História pela Universidade de Oxford, onde estudou com Michael Palin. É especialista em Idade Média, e escreveu vários livros sobre o assunto.

9. Escreveu o livro “Starship Titanic”, baseado no jogo escrito por Douglas Adams, completamente nu, conforme foi contado na biografia “A Espetacular e Incrível Vida de Douglas Adams e do Guia do Mochileiro das Galáxias”.

10. Logo depois de um casamento de 35 anos com Alison Telfer, Jones anunciou que estava apaixonado por Anna Södestrom, uma sueca de 26 anos que ele conheceu durante uma sessão de autógrafos. Detalhe: ela é quarenta anos mais nova que ele. Os encontros furtivos dos dois simplesmente fizeram com que sua então-esposa o expulsasse de casa. Hoje, Jones é casado com Anna, e os dois tem uma filha, Siri.

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 38 anos na cara. Às vezes grava o podcast Pythoneando, e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor do livro "A História (quase) Definitiva de Monty Python"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *