Terry Jones Conheceu seu pai Numa Estação de Trem

terry jones coming home bbc
Emocionado ao lembrar-se do primeiro encontro com seu pai

A BBC tem um programa chamado “Coming Home”, que é um reality show em que famosos vão atrás de sua árvore genealógica.

O programa já teve a presença de Susan Sarandon, Olivia Newton-John e John Rhys-Davies, entre outros.

Em 2009, no episódio 5 da quarta temporada, quem participou do programa foi o python Terry Jones, que foi até o País de Gales tentar descobrir mais sobre sua descendência.

VIAGEM
“Estou um pouco nervoso por talvez não ser um galês adequado”, disse Jones.

A viagem foi até Colwyn Bay, onde ele nasceu e cresceu e viveu até os 4 anos, quando a família mudou-se para a Inglaterra.

“Sempre odiei Londres. Eu sempre dizia ‘sou galês’!”

RAÍZES
Terry, um historiador renomado, admite que sabia muito pouco sobre suas próprias raízes galesas.

De acordo com o programa, traçando a árvore genealógica do lado de seu pai até chegar em 1760, o python descobriu que suas raízes sempre estiveram firmemente plantadas no País de Gales.

Seus antepassados trabalhavam nas minas de chumbo do condado Flint, próximo de onde ele viveu, e o seu avô foi o servo mais influente de uma família tradicional de barões do País de Gales – os Mostyns.

ENCONTRO
Durante seu passeio pelos lugares de sua infância, ele visitou a estação ferroviária Colwyn Bay, e se lembrou da primeira vez que viu seu pai, que voltava da Segunda Guerra Mundial.

No link do site da BBC tem um trecho do vídeo. Clique aqui.

“É uma memória que ainda me deixa emocionado”, contou.

terry jones coming home bbc chorando

O destino final do programa foi a casa em que ele passou seus primeiros anos. Um lugar, segundo ele, que deixou muitas memórias felizes.

“Foi uma experiência fantástica, cavar em torno do meu passado e desenterrar coisas. Foi muito gratificante e emocionante aprender coisas do meu passado que eu nunca soube”.

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 38 anos na cara. Às vezes grava o podcast Pythoneando, e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor do livro "A História (quase) Definitiva de Monty Python"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *