A Vida de Brian foi Produzido por um Ex-Beatle

Depois de lerem o roteiro final do filme A Vida de Brian, os produtores da EMI Films decidiram não seguir em frente com medo da polêmica que o filme poderia causar entre grupos religiosos.

O início das filmagens estava marcado para um sábado, e os produtores deixaram o Monty Python na mão na quinta.

O ano era 1978.

Foi aí que entrou em cena o ex-beatle George Harrison que, para financiar o filme, fundou a produtora Handmade Films e investiu £ 3 milhões (cerca de R$ 9 milhões).

Quando perguntado por que ele fundou uma produtora para financiar o filme, Harrison comentou que era só porque queria assistir esse filme. Mais tarde, um dos Pythons disse que “deve ter sido o ingresso mais caro do mundo”.

Como agradecimento, Harrison ganhou uma participação especial no filme:

George Harrison Monty Python

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 38 anos na cara. Às vezes grava o podcast Pythoneando, e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor do livro "A História (quase) Definitiva de Monty Python"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *