Monty Python Sings

220px-MontypythonsingsLançado em 1989
54’16″
Selo: Virgin

Neste álbum estão inclusas músicas novas, como Oliver Cromwell e I’ve Got Two Legs (Eu Tenho Duas Pernas).

O álbum também tem versões completas das músicas Medical Love Song (Canção de Amor Médico) e Henry Kissinger. Essas duas músicas estavam no álbum Contractual Obligation Album, mas cada uma tinha um verso cortado.

Esse álbum foi lançado em memória de Graham Chapman, morto em 1989.

No 25º aniversário do álbum, em 2014, ele foi relançado como “Monty Python Sings (again)”, com seis músicas inéditas.

monty-python-sings

FAIXAS

Lado A

Always Look on the Bright Side of Life (Sempre Olhe o Lado Brihante da Vida). Enquanto tentava chegar a um final surpreendente para Brian Cohen, Eric Idle escreveu essa música e os outros Pythons concordaram que seria boa o suficiente para o fim do filme. Na crucificação de Brian (Graham Chapman), um personagem (Idle) tenta animá-lo cantando essa música. Quando a canção avança, muitas das vítimas da crucificação (140 no total, de acordo com o roteiro, apesar de que apenas 23 cruzes são vistas) começam a dançar e a assoviar. A ironia está exatamente aí: quando o personagem central está para morrer, todos começam a cantar e a dançar.

Essa música tornou-se muito popular no início dos anos 1990, logo após o filme conquistar o status de cult. Eric Idle teve de gravar letras alternativas para tocar nas rádios, como uma mudança na frase “A vida é um pedaço de merda”, que foi alterada para “A vida é uma peça de cuspir”. Harry Nilsson gravou essa música como encerramento de seu álbum, Flash Harry. A banda The Brobdingnagian Bards gravou para o cd “A Faire to Remember”. O músico Emilie Autumn gravou uma versão em cravo para o álbum “A Bit O ‘This & That”. A banda Heavens Gate gravou uma versão metal para o álbum “Sale!”.

Sit on My Face (Sente Na Minha Cara).  Essa faixa foi gravada com a melodia de “Sing As We Go”, uma canção que ficou famosa na voz da inglesa Gracie Fields. Por conta disso, o grupo teria sido ameaçado judicialmente pela violação de direitos autorais. No entanto, a música foi mantida no álbum e foi encenada pelo grupo como a abertura do Live at the Hollywood Bowl. A canção polêmica também foi encenada por Eric IdleTerry Jones, Terry Gilliam e Neil Innes no Concert for George, o concerto para homenagear o beatle George Harrison, no Royal Albert Hall, em 2002. No final da canção, os quatro se viraram e fizeram o público rir com suas bundas brancas.

Lumberjack Song (Canção do Lenhador), escrita por Terry JonesMichael Palin e Fred Tomlinson, ela apareceu pela primeira vez episódio 9 do Flying Circus, “The Ant: An Introduction (A Formiga: Uma Introdução)”, em 14 de dezembro de 1969. Em uma entrevista, em 2007, Michael Palin afirmou que a cena e a música foram criados em cerca de 15 minutos, concluindo um dia de trabalho, quando os Pythons estavam tentando encontrar um final para o esquete do barbeiro. Essa música foi produzida pelo devoto George Harrison.

Penis Song (Canção do Pênis). No filme “O Sentido da Vida”, Eric Idle está tocando piano e, antes de começar a cantar, ele pergunta “Não é muito bom ter um pênis?” Em cerca de 30 segundos de música, ele reafirma isso cinco vezes, mencionando vários apelidos para “pênis”.

Oliver Cromwell. Escrita por John Cleese, ela documenta a carreira do estadista britânico Oliver Cromwell, membro do Parlamento de Huntingdon. A introdução de piano é acompanhada por uma introdução falada, estabelecendo um tom de humor macabro. A música conta a história do julgamento do rei Charles I e sua decapitação, no lado de fora da Banqueting House. Fica implícito o som da cabeça do rei caindo (seguido de uma risadinha de Cromwell). A luta de Charles I pelo poder travada contra o Parlamento da Inglaterra tornou-se famosa. Como ele era um defensor do direito divino dos reis, seus inimigos temeram que ele conseguisse o poder absoluto. Era a primeira vez que um monarca seria julgado na história da Inglaterra. Hoje ele encontra-se enterrado no Castelo de Windsor.

Money Song (Canção do Dinheiro)

Accountancy Shanty

Finland (Finlândia). Escrita e cantada por Michael Palin, ela é uma exaltação à Finlândia, um país praticamente esquecido quando alguém viaja ao exterior. Palin improvisou uma versão enquanto viaja pela Finlândia em 1992, em seu programa De Pólo a Pólo.

Medical Love Song (Canção de Amor Médica)

I’m So Worried

Every Sperm Is Sacred (Todo Esperma é Sagrado)”. Essa canção foi nomeada para um BAFTA Music Award de Melhor Canção Original, em 1983. André Jacquemin e David Howman escreveram a música e Michael Palin e Terry Jones a letra. Ela é uma sátira aos ensinamentos da Igreja católica sobre a reprodução, a masturbação e a contracepção. O esquete conta a história de um católico (Palin) e seus 63 filhos, que estão prestes a ser vendido como experimento científico porque seus pais não podem mais sustentar uma família tão grande. Quando seus filhos perguntam por que eles não usam preservativos, o pai explica que isso é contra a vontade de Deus. Logo, o refrão diz “Every Sperm Is Sacred / Every sperm is great / If a sperm is wasted / God gets quite irate (Todo Esperma é Sagrado / Todo Esperma é Grande / Se um esperma é desperdiçado / Deus fica muito irado)”. Richard Dawkins, em “Deus, Um Delírio”, cita a música pela “idiotice surreal de alguns pró-religião”.

Never Be Rude to an Arab (Nunca Seja Rude Com Um Árabe) aparece cantada por Terry Jones no especial Live at the Hollywood Bowl. Ela distribui conselhos como não recorrer a insultos xenófobos, começando com os árabes e passando para outras raças. A música torna-se então intencionalmente ofensiva em seu próprio direito em que declara que você nunca deve zombar de um “nigger (crioulo)” ou um “carcamano”. Quando Jones começa a cantar “E nunca colocar…” ele é repentinamente explodido. No Hollywood Bowl, Jones volta do outro lado e começa a cantar “Nunca seja rude com um polaco…” e é explodido novamente.

I Like Chinese (Eu Gosto de Chinês). Escrita e interpretada por Eric Idle, a música tem quatro versos, com o quarto sendo cantado em chinês. Cada verso discute como o mundo se tornou um lugar terrível (em parte devido a “bombas nucleares que pode explodir a todos nós lá do céu”), com exceção do povo chinês. A letra da canção é composta principalmente de estereótipos sobre o povo chinês. Um exemplo disso é o estereótipo de que os chineses são baixinhos, na frase “Eles só enxergam até os joelhos”. Idle diz que “existem 900 milhões deles no mundo de hoje” e menciona comida chinesa, o maoísmo, taoísmo, I-Ching, o xadrez, as suas minúsculas pequenas árvores, Zen, ping pong, Yin e Yang e Confúcio. Perto do fim da música, um erhu (instrumento musical chinês) começa a tocar e adiciona uma atmosfera chinesa à canção.

Eric the Half-a-Bee (Eric, o Meio-a-Belha), conta a história da “licença de peixe”, em que o Sr. Eric Praline (John Cleese), tenta obter uma licença de animal de estimação para um linguado e vários outros animais de estimação, todos chamado Eric. Um animal de estimação é como uma meia abelha. A música relata o conto dessa meia abelha, tendo feito relações carnais com um humano em uma tarde de verão. As letras levantam questões filosóficas sobre a existência ou não de uma meia-abelha.

Brian Song

Bruce’s Philosophers Song, escrita por Eric Idle. De acordo com o esquete do Flying Circus, todos os professores universitários do Departamento de Filosofia da Universidade de Woolloomooloo (Austrália) se chamam Bruce. A música não foi incluída no esquete, aparecendo primeiramente neste álbum.

A letra da canção faz uma série de apontamentos indecentes contra uma série de filósofos, relacionando-os à bebida. São eles Immanuel Kant, Heidegger, David Hume, Schopenhauer (algumas versões), Hegel, Wittgenstein, Schlegel, Nietzsche, Sócrates, John Stuart Mill, Platão, Aristóteles, Hobbes e Descartes. Alguns dos filósofos são retratados de acordo com as suas obras. Kant era “muito raramente estável” (a sua teoria é a de um universo estável); o ensino de Nietzsche da “elevação do pulso” faz referências ao nascer do sol no início de “Assim falou Zaratustra”, ou simplesmente o ato de levantar um copo. John Stuart Mill adoecer “de sua própria vontade” alude à sua obra Sobre a Liberdade, que defende a liberdade que não faz mal para os outros. E Descartes com “bebo, logo existo” é uma reviravolta em sua conhecida frase “Penso, logo existo”.

Knights of the Round Table (Cavaleiros da Távola Redonda), escrita por Graham Chapman e John Cleese e com música de Neil Innes. Cantada pelos alegres e bobos cavaleiros de Camelot, ela descreve seus hobbies, como representar Clark Gable, assistir ópera e colocar lantejoulas em coletes, entre outros”. O número inclui cavaleiros alegres dançando nas mesas, chutando frutas, batendo na cabeça das pessoas, pisando num gato e um prisioneiro na masmorra tentando bater palmas. Depois de terminada a canção, o rei Arthur afirma: “Pensando bem, não vamos à Camelot. É um lugar bobo.”

All Things Dull and Ugly (Todas as Coisas Aborrecem e São Feias)”. É uma sátira ao hino anglicano “All Things Bright and Beautiful (Todas as Coisas Brilhantes e Bonitas)”.

Decomposing Composers (Decompondo Compositores) é cantada por Michael Palin no personagem de Luigi Vercotti. Após Luigi falar com sua esposa ao telefone, ele começa a cantar sobre compositores clássicos e suas mortes.

Henry Kissinger

I’ve Got Two Legs (Eu Tenho Duas Pernas). Essa música apareceu primeiro no Live at the Hollywood Bowl, onde Terry Gilliam desceu do teto com um bandolim cantando. Quando ele tenta iniciar o segundo verso, é baleado por outro personagem.

Christmas in Heaven (Natal no Paraíso)

The Galaxy Song (A Canção da Galáxia), escrita Eric Idle. Ela aparece no final do esquete “Transplantes de Órgãos ao Vivo”, do filme O Sentido da Vida, onde um cirurgião abre a porta de uma geladeira e de dentro sai um homem de smoking cor de rosa cantando sobre o universo. As letras incluem uma série de fatos astronômicos. Talvez o detalhe mais impreciso dessa canção seja o nome em si. Enquanto o primeiro verso descreve a nossa galáxia, as duas últimas frases fogem do tema: “E nossa galáxia é apenas um dos milhões de bilhões / neste universo incrível em expansão”. O resto da canção descreve o próprio universo, muito além do alcance de nossa galáxia.

Spam Song

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 38 anos na cara. Às vezes grava o podcast Pythoneando, e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor do livro "A História (quase) Definitiva de Monty Python"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *