Monty Python’s Life of Brian

LifeofbrianalbumLançado em 1979
51’51″
Selo: Warner Bros.

A trilha sonora do filme A Vida de Brian foi lançada junto com o filme. Ela contém principalmente cenas com apenas breves seções ligando as faixas, realizadas por Eric Idle e Graham Chapman.

O álbum abre com uma versão breve de “Hava Nagila” na gaita de foles escocesa.

A versão em CD foi lançada em 1997. Em 2006, uma edição especial foi lançada com seis faixas bônus, embora alguns fossem meras entrevistas.

FAIXAS

Introduction

Brian Song

Three Wise Men

Brian Song (continued)

Sermon on the Mount (Big Nose)

Harry the Haggler

Stoning

Ex-Leper

You Mean You Were Raped? (Nortius Maximus)

Link

In the Amphitheatre (Loretta)

Short Link

Romans Go Home

Missing Link

Revolutionary Meeting

Very Good Link / Ben

Audience with Pilate

Meanwhile

The Prophets

Beard Salesman

Lobster Link

Brian’s Prophecy

Lobster Link II

The Hermit (Simon the Holy Man)

He’s Not the Messiah

Sex Link

He’s a Very Naughty Boy

Lighter Link

Pilate Sentences Brian

Nisus Wettus

Pilate with the Crowd (Welease Woger)

Nisus Wettus with the Jailers

Release Brian

Not So Bad Once You’re Up

Reg Salutes Brian

Cheeky is Released

Always Look on the Bright Side of Life (Sempre Olhe o Lado Brihante daVida). Enquanto tentava chegar a um final surpreendente para Brian Cohen, Eric Idle escreveu essa música e os outros Pythons concordaram que seria boa o suficiente para o fim do filme. Na crucificação de Brian (Graham Chapman), um personagem (Idle) tenta animá-lo cantando essa música. Quando a canção avança, muitas das vítimas da crucificação (140 no total, de acordo com o roteiro, apesar de que apenas 23 cruzes são vistas) começam a dançar e a assoviar. A ironia está exatamente aí: quando o personagem central está para morrer, todos começam a cantar e a dançar. Essa música tornou-se muito popular no início dos anos 1990, logo após o filme conquistar o status de cult. Eric Idle teve de gravar letras alternativas para tocar nas rádios, como uma mudança na frase “A vida é um pedaço de merda”, que foi alterada para “A vida é uma peça de cuspir”. Harry Nilsson gravou essa música como encerramento de seu álbum, Flash Harry. A banda The Brobdingnagian Bards gravou para o cd “A Faire to Remember”. O músico Emilie Autumn gravou uma versão em cravo para o álbum “A Bit O ‘This & That”. A banda Heavens Gate gravou uma versão metal para o álbum “Sale!”.

O site Such Small Portions publicou uma matéria revelando que a banda Black Sabbath ouve “Always Look At The Bright Side Of Life” enquanto se aquece para os shows.

Closing

Faixas Bônus (2006)

Otto Sketch

Otto Song

Otto Song Demo (Python Sings)

Brian Song [Alternate Version]

Radio Ad – Record Shop

Radio Ad – Twice As Good

GRAVAÇÃO
A música de abertura do filme, “Brian Song”, foi concebida como uma grandiosa balada. Terry Gilliam, projetando a animação do título, no estilo de um épico religioso, estava determinado a dar peso à letra boba da música, composta por Michael Palin.

A faixa de encerramento é o maior sucesso. “Always look on the bright side of lofe”, era uma música simples, tanto que, quando Terry Jones a ouviu pela primeira vez, estava indeciso: “Eu não gostei. Eric escreveu como uma música estilo Walt Disney, com assobio e partes alegres. Para ser honesto, eu tinha pensado em escrever a canção de encerramento”.

“É tão claro para mim agora”, explica Terry Jones. “De que outra forma você poderia terminar uma cena de crucificação? Então, nós fizemos comédia”.

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 38 anos na cara. Às vezes grava o podcast Pythoneando, e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor do livro "A História (quase) Definitiva de Monty Python"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *