O Andar Tolo Pelos Olhos da Literatura

walk570O site literário The Millions fez uma matéria sobre “Perambulações Peculiares na Literatura”.

Nessa matéria, ele cita vários exemplos de tropeçadores na prosa e na poesia: Julia Robert Herrick, Donald Antrim, Charles Dickens, Charles Baudelaire e Marianne Moore, entre outros autores.

“Cinema e televisão são mais adequados para explorar o potencial cômico da caminhada. Por exemplo, no famoso quadro da série Flying Circus O Ministro do Andar Tolo há uma certa regularidade, mesmo na contorção mais espástica de John Cleese, seu corpo transforma-se em uma série de peças que operam de forma independente, em vez de um todo orgânico”.

Uma análise profunda do nosso bom e velho Ministro.

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 38 anos na cara. Às vezes grava o podcast Pythoneando, e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor do livro "A História (quase) Definitiva de Monty Python"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *